HomeNotíciasPolíciaPreso homem acusado de tentar matar jornalista
Polícia

Preso homem acusado de tentar matar jornalista

Leonardo diz que Polito falava mal dele e que sua mãe tem uma “sósia” usada pela emissora

24/09/2013 - 10:43 - Polícia
Já está preso o homem acusado de tentar matar o apresentador Raphael Polito, da Record. Leonardo Amorim Grinalda, de 30 anos, confessou a autoria do crime, ocorrido em agosto deste ano. E disse que sua intenção era matar qualquer funcionário daquela emissora de televisão. ‘Menos  as mulheres’, afirmou, nesta segunda-feira(23). À tarde, ele se apresentou na Seccional da Cremação. E, à imprensa, contou uma versão sem nexo. Leonardo disse que a emissora apresentava programas que prejudicavam ele e sua família. Também disse que Rafhael Polito fazia comentários direcionados a ele. Aparentemente, e a julgar pelo seu relato, Leonardo parece ter algum tipo de transtorno mental.

                         
                                                                     Apresentador Rafael Polito

As informações obtidas pelos policiais indicam que esse comportamento é resultado do consumo de drogas, o que ele faz desde os 11 anos de idade. Leonardo disse que, por causa da divulgação desses supostos programas falando mal dele, foi duas vezes à TV Record, localizada na rua dos Tamoios, no bairro Batista Campos, mas disse não ter sido recebido. Em agosto, o irmão dele foi assassinado com 16 tiros no bairro da Cabanagem, possivelmente por causa de um acerto de contas. E, logo depois, no dia 26, Leonardo contou que, armado com uma faca, que pegou em sua casa, foi à Record com a intenção de praticar um assassinato.

No começo da tarde, ficou esperando a chegada de algum funcionário da emissora. "Podia ser qualquer um, menos mulher", disse, ontem, aos jornalistas. Antes da chegada do apresentador, dois funcionários entraram na Record. Mas Leonardo disse que não atacou ninguém porque não sabia quem era funcionário e quem apenas estava passando em frente ao prédio da emissora. Ao sair de seu veículo, Raphael foi surpreendido pelo acusado. O apresentador percebeu a presença do homem e reagiu ao ataque. Leonardo, que não havia sido identificado àquela altura, fugiu.


Leonardo contou que, certa vez, Raphael fez, no estúdio, alguns comentários. E que ele, em sua casa, entendeu que aquelas palavras eram para ele (Leonardo). Em outro momento, disse que a Record apresenta em seus programas uma mulher que é "sósia de sua mãe". Leonardo também afirmou que, até então, nunca havia sido preso. Há informações de que ele e o irmão, que era conhecido como "Coruja" e foi morto em agosto, já trabalharam para o traficante Jocicley Braga Moura, o "Doti", que está preso. E um detalhe preocupante: o acusado continua com a ideia fixa de matar alguém da emissora, tão logo saia da prisão, conforme revelou aos jornalistas.

Diretor da Seccional da Cremação, o delegado Aldo Botelho conversou com a mulher do acusado, que informou que Leonardo consome pedra de óxi (a matéria-prima para a fabricação da pasta de cocaína) desde os 11 anos. E que o uso prolongado desse entorpecente deve ter afetado o comportamento dele. 

Foi solicitada a prisão preventiva do acusado que  será indiciado em inquérito por  tentativa de homicídio qualificado.  

Fonte: O Liberal
Foto: Everaldo Nascimento

Mais Acessadas
Canais
Siga nas Redes: