HomeNotíciasEntretenimentoRevelação do tecnobrega, Marlon Branco faz Pará tremer mais
Entretenimento

Revelação do tecnobrega, Marlon Branco faz Pará tremer mais

Fenômeno das aparelhagens de Belém, cantor e produtor lança CD com Lady Green

20/05/2013 - 10:46 - Entretenimento
Rio- O Pará continua sacudindo a MPB, em estilo surround. Após o impacto trazido pela chegada de artistas como Gaby Amarantos e Gang do Eletro e da vibração de nomes como Felipe Cordeiro, Lia Sophia e Dona Onete, é a vez de Marlon Branco, um dos maiores fenômenos das aparelhagens (as equipes de som locais). Ao lado da cantora, atriz, DJ e ativista ecológica Lady Green, o cantor e produtor lança o disco “Treme like”, no embalo da dança que ajudou a criar, há dois anos, com a música “A nova onda” (“Inventei uma dança muito louca: mexe a cabeça, o quadril e vai tremendo... Treme! Treme! Treme!”, diz a letra).

Com 14 faixas, o trabalho independente segue a onda do tecnobrega, tanto nos timbres como no visual dos seus integrantes — além de Lady Green (Élida Braz), Marlon Branco (Adenilson Ribeiro) é acompanhado em suas apresentações por dois dançarinos e um “robô” (o Tremendão), que reproduzem as coreografias do “treme” e o colorido das festas realizadas em Belém e arredores.

'Tenho quase mil músicas inéditas no meu estúdio caseiro, onde gravei o disco. Foi difícil selecionar 14', diz o hiperativo Branco, que já trabalhou como camelô em Belém.

Autodidata como a sua principal referência, o músico e produtor Waldo Squash (da Gang do Eletro), Branco já vinha acumulando hits nos bailes na capital paraense até o estouro com “A nova onda”, que o projetou de vez como uma das revelações do tecnobrega — ou melhor, do tecnomelody, uma variação desse estilo, com suas letras simples, melodias grudentas e embalagens eletrônicas básicas. São assim músicas como “Chicotada no búfalo” e “Cyber rap”.

'São temas ligados ao cenário das festas de aparelhagem, mas que têm um apelo nacional e, talvez, universal', atesta Lady Green, que, ao lado de Branco, promove, até sábado, um workshop de tecnobrega na UFRJ, incluindo discotecagem, dança e história do gênero. — O Marlon Branco é um talento nato e uma parte importante dessa cena que ainda tem muito para oferecer.


Fonte: O Globo

tags: tecnobrega
Mais Acessadas
Canais
Siga nas Redes: