HomeNotíciasBelémHospital confirma uma morte em acidente de avião em Belém
Belém

Hospital confirma uma morte em acidente de avião em Belém

Uma mulher foi único óbito até agora; piloto segue em estado grave

26/04/2013 - 09:44 - Belém

Atualizada às 11h57

Uma mulher, identificada apenas como Deise, morreu com politraumatismo e outras sete pessoas ficaram feridas após o pouso forçado de um avião de pequeno porte da 'Brabo Taxi Aéreo', de prefixo PR-JLI, por volta das 9h20 desta sexta-feira (26), na Avenida Júlio César, em Belém. 

As primeiras informações do Corpo de Bombeiros apontaram que o piloto também havia morrido, mas o Hospital Metropolitano de Belém confirmou que o homem, que teve o braço direito amputado e traumatismos na face e no crânio, segue internado em estado grave e passará por cirurgia. Além do piloto e da mulher, mãe de um dos bebês que estavam no avião, a delegacia do hospital confirmou que estão entre os feridos o vereador Angelino Augusto Cardoso Lobato, que teve traumatismo no tórax; Juliane Silva de Lima, que também levava seu nenêm; Dirce Ferreira Furtado; e Ana Maria Silva Cavalcante.

Clique aqui e veja mais fotos do acidente!

O sargento do Grupamento Aéreo do Corpo de Bombeiros, Marlon Francês, explicou que o avião, que, conforme o Corpo de Bombeiros, teria capacidade para apenas seis pessoas, saiu do município de Chaves, no Marajó, com destino a Belém.

'O piloto entrou em contato com a torre de comando, que deu um 'ok' para o pouso acontecer em uma das pistas do aeroporto, mas, depois, o piloto acabou recebendo outra informação vetando o pouso no local. Neste intervalo de tempo, ele teria perdido o controle do avião e procurado um lugar para fazer um pouso forçado', detalhou.

O local está isolado e recebe a atenção da Polícia Militar, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, que foi acionado para fazer o resgate, além de tentar conter um vazamento de combustível do avião.

O gari Valter Barbosa estava trabalhando no momento do acidente e contou o que viu e ouviu à reportagem do Portal ORM. 'Eu estava de costas quando ouvi um barulho muito grande. Olhei para trás e vi o avião caído. Saí correndo para tentar ajudar a resgatar as pessoas, quando vi duas crianças, que estavam em estado de choque. Elas nem choraram! O piloto, muito machucado, estava com o rosto no painel de controle do avião. Foi a pior cena que já vi na minha vida', disse.



Equipes do Seripa da Aeronáutica e do CPC (Centro de Perícias Científicas) Renato Chaves foram direcionadas ao local para iniciar a perícia, que vai apontar as causas do acidente.

Carlos Fellip (Portal ORM)
Foto: Bruno Magno (Portal ORM)

Mais Acessadas
Canais
Siga nas Redes: