HomeNotíciasBelémHospital público Dr. Jean Bitar é entregue a população belenense
Belém

Hospital público Dr. Jean Bitar é entregue a população belenense

03/10/2011 - 09:20 - Belém
 


A entrega do Hospital Dr. Jean Bitar, na rua Jerônimo Pimentel, hoje, acrescentará mais 80 novos leitos de clínica médica e cirurgia geral para a média e alta complexidade em Belém. O novo hospital foi projetado a partir do conceito de hotelaria hospitalar, com uma estrutura que oferece conforto e comodidades aos pacientes, como o serviço de camareira; tecnologia de ponta nos equipamentos médicos e na estrutura predial, e atendimento médico humanizado. O hospital foi desapropriado em agosto deste ano, pelo governador Simão Jatene, sob a alegação da necessidade urgente de aumentar a quantidade de leitos disponíveis pelo SUS, já que, nos últimos quatro anos, não houve acréscimo leitos estaduais ao Sistema Único de Saúde. No novo hospital, o governo investiu R$ 43 milhões, entre aquisição do prédio e compra de equipamentos.

 


O hospital já tem a certificação de excelência em atendimento do Ministério da Saúde e sua administração - que compreende os serviços, a equipe funcional, manutenção e custos – ficará a cargo do Hospital Ophir Loyola. Há um mês internada no Ophir Loyola, Estela da Silva Moraes, 60 anos, elogiou a iniciativa. 'Eu, como uma pessoa que precisa de cuidados especiais, sei o quanto é importante poder contar com o atendimento hospitalar público', disse ela. 'Com esse novo hospital, o atendimento na área de saúde pública do Pará ganhará em modernidade e humanização. Uma proposta que já começou a ser adotada no Ophir Loyola, com a entrega da Unidade de Atendimento Imediato (UAI), no último dia 28, e nas áreas de nefrologia e transplante', explica Graça Jacob, diretora geral do Hospital Ophir Loyola.

 


O hospital Dr. Jean Bitar tem 80 leitos de internação para cirurgia geral, com os seguintes serviços: cirurgia da parede abdominal, cirurgia gástrica (incluindo a bariátrica), no fígado, pâncreas e vias biliares, e na área intestinal. Já a clínica médica disponibilizará serviços especializados nas áreas de endocrinologia, cardiologia, pneumologia e nefrologia.

 


Há mais oito leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sete leitos para Pronto Atendimento, sete salas de cirurgia, 10 consultórios, serviços de diagnóstico por imagem, endoscopia, laboratório clínico e farmácia. Graça Jacob explica que o hospital está se preparando para, até 2012, fazer transplante de fígado. Será o primeiro do Estado a fazer esse procedimento.

 

Fonte: O Liberal

tags:
Mais Acessadas
Canais
Siga nas Redes: