HomeNotíciasParáMorre fundador do Sistema Tapajós de Comunicação
Pará

Morre fundador do Sistema Tapajós de Comunicação

06/01/2010 - 10:50 - Pará

Morreu, na madrugada desta quarta-feira (6), Joaquim da Costa Pereira, diretor presidente do Sistema Tapajós de Comunicação. Joaquim não resistiu a uma parada cardiorespiratória e faleceu por volta de 4h da manhã, no Hospital Porto Dias, em Belém.

Aos 80 anos, Joaquim estava internado desde o último dia 22 de dezembro. Ele foi transferido para a capital no dia 27, após agravamento de seu quadro clínico. O corpo do empresário será levado para Santarém na tarde de hoje e deve ser velado durante todo o dia. O sepultamento deve ocorrer na manhã desta quinta-feira (7).

Joaquim da Costa Pereira deixa seis filhos: Joaquim Cardoso, Vera Ilma Pereira Leal, Nivaldo Soares Pereira, Joaquim da Costa Pereira Filho, Vânia Pereira Maia e Donaldo Soares Pereira.

História - Joaquim da Costa Pereira nasceu em Santarém, no dia 30 de outubro de 1929. Ele era o filho mais novo de uma família de oito irmãos. Sua vida de trabalho começou cedo. Aos 12 anos, ele já ajudava o pai, ferreiro mecânico, nos serviços leves da oficina. Aos 15 anos, percebeu sua vocação para o comércio e investiu em um pequeno negócio de couro. No ano de 1946 montou sua primeira empresa varejista, a Costa Pereira e Cia, que comercializava estivas em geral.

Suas relações comerciais evoluíram culminando com a criação das firmas J. Costa Pereira e Bar e Fábrica de Gelo São Joaquim, ambas visavam o abastecimento dos moradores das áreas ribeirinhas de Santarém. A garra e o espírito empreendedor tornaram-se marcas registradas de Joaquim Pereira, que com o passar dos anos investiu nos mais diversos setores do comércio e no ramo das comunicações.

Ele chegou a presidir um grupo de 15 empresas compostas de concessionárias de veículos, locadoras de carros, lojas de ferragens, material elétrico e construção, material de garimpo, gráfica, construtora, presentes finos, jornal, rádio e televisão. Boa parte da juventude de Joaquim Pereira foi dedicada ao trabalho.

Em diversos momentos trocou o lazer pelo ofício. Aproveitou um dos ciclos mais importantes da economia da região, o do ouro, para formar um patrimônio que lhe permitisse tranquilidade no futuro. 'Aprendi desde cedo que a lei da prosperidade é ganhar muito e gastar apenas o necessário. Sempre pratiquei essa filosofia', dizia.

O primeiro jornal impresso em Santarém, 'O Tapajós', que funcionou de 1986 a 1994, também foi fundado por Joaquim Pereira. Dentre seus investimentos destaca-se o Sistema Tapajós de Comunicação, composto pela TV Tapajós, emissora geradora afiliada a Rede Globo, a Rádio Tapajós/94 FM e o Portal Notapajos.com, afiliado a Globo.com. Nos negócios, contou com o apoio dos filhos e, principalmente, de sua esposa, Vera Pereira.

 

tags:
Mais Acessadas
Canais
Siga nas Redes: