HomeNotíciasNoticiasComeça a guerra pela classificação
Noticias

Começa a guerra pela classificação

17/11/2008 - 01:50 - Noticias

Dez times passam a brigar por quatro vagas na elite do parazão

A primeira fase do Campeonato Paraense começa hoje, às 15h30, com o duelo entre Tiradentes e Bragantino, no CEJU. A competição é disputada por dez times e terá nove rodadas. Quatro equipes se classificarão para fase principal do Estadual.

Tuna Luso Brasileira

Política caseira será a marca lusa

Depois do título da Copa do Centenário, a tradicional Tuna Luso deveria começar o Campeonato Paraense 2009 com o pé direito. Mas, tamanho foi o descrétido do torneio comemorativo, abandonado pela dupla Remo e Paysandu, que os cruzmaltinos preferem se apegar a outros fatores, que não sejam o moral em alta.

Sem ter feito nenhuma contratação, a diretoria da Lusa confia na força de vontade dos jogadores das divisões de base tunantes e no entrosamento da equipe, que treina há dois meses. O treinador Reginaldo Mesquita até pediu a contratação de jogadores locais, como o atacante Fabinho e o meia Japonês, mas vai precisar arrumar o time sem reforços, pois a folha de pagamento tunante não ultrapassa R$ 30 mil. 'Vamos começar o campeonato dentro de nossas possibilidaes, com o time que temos. Tinha pensado em alguns jogadores, mas, além das limitações financeiras da Tuna, ainda existe a concorrência de clubes', explica o técnico.

Nome: Tuna Luso Brasileira

Fundação: 01/01/1903

Títulos: Campeonato Paraense (10 vezes), Campeonato Brasileiro da Série B (1985) e Campeonato Brasileiro da Série C (1992)

Time-base: Flávio; Michel, João Gomes, Ivair, Paulinho; Catita, Marcelinho, Érik, Marlindo; Júnior Morais e Timico

Técnico: Reginaldo Mesquita

Colocação no Parazão 2008: 9º lugar


Sport Club Belém

Brasinha tenta voltar à elite

Atual campeão do Torneio de Acesso, a Segunda Divisão do futebol paraense, o Sport Belém tentará uma vaga na elite do futebol estadual pela primeira vez desde 2003. O time, conhecido como o Dragão da Maracangalha, passou os últimos seis anos longe da fase principal do Parazão. Apostando apenas na revelação de jovens talentos, o time rubro-negro acabava falhando nos momentos mais decisivos. 'Esse foi nosso principal erro nos últimos anos. Dessa vez, decidimos formar um time mais experiente para tentar a classificação. Depois, com a vaga garantida, será a hora de revelar os valores que queremos', avalia Zé Carlos, treinador e diretor de futebol do Sport. Com a base do grupo que conquistou o título da Segundinha, o técnico rubro-negro mesclou o time com atletas dos juniores e de outros clubes locais. Do Paysandu vieram o zagueiro Cristóvão e o meia-atacante Rico. Os atacantes Ivan, ex-Abaeté, Garrinchinha, ex-Remo e Marcelo Lemos, que volta de uma rápida passagem pelo Oriente Médio, além do zagueiro John, que está de volta do futebol de Brasília (DF), completam a lista de reforços.

Nome: Sport Club Belém

Fundação: 02/12/1965

Títulos: Não tem

Time-base: Cléber; Hugo De León; Cristóvão, John e Cassiá; João Luiz, Joca, Dirceu e Três; Adilson e Meiote

Técnico: Zé Carlos

Colocação no Parazão 2008: Não disputou

Associação Atlética Tiradentes

Tigre a fim de rugir novamente

Adotado pela Guarda Municipal de Belém desde a temporada passada, o Tiradentes quer voltar a ser uma pedra no sapato dos times considerados grandes, a exemplo do que ocorreu na década de 1990, quando arrancava pontos preciosos de Remo, Paysandu e Tuna Luso. O Tigrão inicia a competição com o time-base do Parazão 2008. A única novidade é o retorno do goleador Ró, autor de seis gols na competição passada. 'Os zagueiros que se preparem. Eu estou de volta', brinca. O técnico Nélio Pereira, responsável pela conquista do sétimo lugar neste ano, permanece à frente da equipe. Com o objetivo de montar uma defesa 'pegadora' e um ataque rápido e experiente, a diretoria do clube manteve o goleiro Inácio, os zagueiros Irituia e Flávio e os atacantes Ró e Zé Raimundo. 'Vamos novamente em busca da classificação para a fase principal e, se tudo correr como planejado, vamos surpreender muita gente em 2009', promete o comandante do Tigrão.

Nome: Associação Atlética Tiradentes

Fundação: 21/04/1973

Títulos: Não tem

Time-base: Inácio; Jônatas, Irituia, Flávio e Davi; Hélio, Piauí, Keivison, Maracaã e Ró; Waldir Hiroshi e Zé Raimundo

Técnico: Nélio Pereira

Colocação no Parazão 2008: 7º lugar


Castanhal Esporte Clube

Japiim começa como um dos favoritos

O Japiim da Estrada é um dos principais candidatos a se classificar para a fase principal do Campeonato Paraense. O clube se reforçou da comissão técnica ao elenco para ir longe e repetir o feito desse ano. Por muito pouco o Castanhal não se manteve na fase principal. O time, então comandado por João Francisco, chegou até a última rodada com chances de se classificar para as semifinais do segundo turno, mas terminou em quinto.

Dessa vez os reforços chegaram aos montes e muitos com nome. O principal deles estará no banco de reservas. O treinador da equipe será Artur Oliveira, campeão pelo Remo esse ano. Foi ele o responsável pela montagem do atual elenco. Do Baenão ele levou, entre outros, o goleiro Érico, o lateral-direito Leandrinho, o volante Marlon e os atacantes Marcelo Maciel e Edilson. Mas o principal jogador é o meia Flamel, que também trabalhou sob o comando de Artur, mas no Ananindeua. O desafio para o time da Cidade Modelo será justamente manter a maioria desses jogadores se o time passar para a fase seguinte.

Nome: Castanhal Esporte Clube

Fundação: 07/09/1924

Títulos: Vice campeão paraense de 2000

Time Base: Érico; Leandrinho, Charles, Ricardo Henrique e Ceará; Paulinho Pitbull, Marlon, Marquinhos Taíra e Flamel; Marcelo Maciel e Edilson

Técnico: Artur Oliveira

Posição ano passado: 5º lugar


São Raimundo Esporte Clube

Pantera aposta em organização

Em 2008, o São Raimundo perdeu para a desorganização. A diretoria do time não conseguiu apoio antes da competição. Quando o Estadual começou, além dos problemas dentro de campo, o técnico João Duarte também precisou assumir o posto de supervisor e coordenador de futebol. Resultado: só no primeiro turno foram nove jogos e nove derrotas. Mas, na primeira fase do Parazão 2009, a equipe terá mais condições de disputar uma das quatro vagas.

'Vamos entrar mais organizados. Conseguimos o patrocínio da Unimed, de algumas empresas, e vamos iniciar na competição com os pés no chão', comenta o presidente Sandcley Monte, que pretende disputar cinco jogos da primeira fase em Santarém. 'Vamos bancar a ida dos times, até para levantar o moral do futebol santareno', diz. A base da equipe mudou. Do time que jogou o Parazão 2008, ficaram apenas Buiú, Divanor, Maurian, além do técnico João Duarte. A folha de pagamento não ultrapassa R$ 22 mil.

Nome: São Raimundo Esporte Clube

Fundação: 09/01/1944

Títulos: Vice-Campeão Paraense da Segunda Divisão (1997).

Time-base: Miro; Maurian, Felipe, Marabá, Juan; Buiú, Diego Carioca, Lamartine, Kiko; Elson e Djonathas

Técnico: João Duarte

Colocação no Parazão 2008: 8º lugar

Clube Atlético Vila Rica

Vila Rica agora é do Marajó

Ano passado, era Vila Rica/Cametá. Em 2009, será Vila Rica/Marajó. Se continuar assim, o time conquistará torcedores em todo o Estado em breve. O Vila Rica é um dos times com a menor estrutura física do Parazão. Mesmo assim, venceu a primeira fase do campeonato passado e deu trabalho aos grandes no primeiro turno. Com o apoio de prefeituras e empresários do Marajó, a equipe disputará a primeira fase do Parazão 2009 com a mesma base do ano passado e mais alguns reforços.

'O grupo está unido. Depois do campeonato passado, alguns jogadores foram para outros locais, mas 90% do Vila Rica está comigo novamente. Fomos os campeões do torneio seletivo, da primeira fase. Só deixamos a desejar na última rodada do primeiro turno. A prioridade, este ano, é manter o time competitivo e tentar buscar uma das vagas', explica o técnico Fran Costa. A folha mensal da equipe, de acordo com o presidente Sérgio Ventania, não ultrapassa R$ 35 mil.

Nome: Clube Atlético Vila Rica

Fundação: 27/06/1987

Títulos: Campeonato Paraense da Segunda Divisão (3 vezes)

Time-base: André Luis; Américo, Tonhão, Gil, Mocajuba; Adelson, Emílson, Vander, Marçal; Charles e Cametazinho

Técnico: Fran Costa

Colocação no Parazão 2008: 6º lugar


Pinheirense Esporte Clube

General com objetivos ambiciosos

Há algum tempo sem participar da divisão principal do Campeonato Paraense, o Pinheirense já vinha deixando saudades nos torcedores da bucólica Icoaraci. No entanto, o regresso foi cudadosamente planejado e as ambições do clube são grandes. O novo elenco foi reforçado com jogadores que conquistaram fãs nos grandes clubes onde passaram, como é o caso do goleiro Adriano, recém-transferido do Remo, o polêmico Albertinho, ex-Paysandu e Tuna, e o meia-atacante Barata, também advindo do Leão. Até um técnico importado foi trazido: o português José Armando Sá, que será assessorado por Flávio Goiano, auxiliar técnico de PC Gusmão no título estadual do Itumbiara deste ano.

Quem explica esta mudança é o empresário Gregório Almeida, que agora é parceiro do Pinheirense. 'Nós fechamos uma parceria com um empresário de uma rede hoteleira mundialmente famosa, por isso o investimento alto. O nosso objetivo é fazer um trabalho estruturado, para que possamos reerguer não só o nosso clube, mas o futebol paraense', disse Gregório.

Nome: Pinheirense Esporte Clube:

Fundação: 08 de Dezembro de 1923

Títulos: Vice-Campeonato Paraense 2ª Divisão: 2007.

Técnico: José Armando Sá - Portugal

Time Base: Adriano; Valdemir, Anelka, Totti, Rafael; Alexandre Cristo, Cleberton, Everton, Barata; Jailton e Albertinho.

Valor da Folha: não divulgado

Posição no ano passado: Foi o vice-campeão da segunda divisão do torneio.


Bragantino Clube do Pará

Tubarão do Caeté é uma incógnita

Ninguém sabe muito bem o que esperar do Tubarão do Caeté. O Bragantino tem um elenco composto praticamente com jogadores da zona bragantina, muitos deles semi-amadores. O desafio de passar para a fase seguinte é praticamente uma façanha. Mas é assim, correndo por fora, que o tricolor quer surpreender. Do plantel os únicos jogadores mais conhecidos do torcedor paraense são o zagueiro Felipe Bragança, que já defendeu o Ananindeua, e o atacante Déo Curuça, com passagens por vários clubes pequenos da capital.

O técnico Sandoval Magno, outra incógnita, deve mandar a campo sempre formações mais cautelosas, por isso escolheu o sistema 3-5-2 para começar a fase. O principal emnpecilho para o time, além da falta de estrutura e da inexperiência de muitos dos jogadores, é não ter mais o Diogão para mandar seus jogos. O estádio é particular e desde o ano passado não está cedido ao Tubarão. A equipe estréia hoje à tarde contra o Tiradentes no Centro Esportivo da Juventude, campo anexo ao Mangueirão.

Nome: Bragantino Clube do Pará

Fundação: 06/03/1975

Títulos: Não tem

Time Base: Jeferson, Diangele, Filho e Felipe Bragança; Marcelinho, Édson Capanema, Claílson, Esquerdinha e Denico; Déo Curuçá e Joãozinho.

Técnico: Sandoval Magno

Posição ano passado: 7º lugar
Pedreira esporte Clube

Gigante quer apagar temporada passada

Pedreira teve um ótimo início de campeonato em 2008. Estreou contra o Remo no Mangueirão tomado de azul escuro, não se intimidou e impôs 1 a 0 contra o rival, gol que valeu três pontos e alavancou o ânimo do time da Ilha de Mosqueiro. Porém, a segunda vitória só veio na última rodada no primeiro turno, e a terceira, e última, do time foi no segundo turno.

Para o Campeonato Paraense de 2009, a missão do Gigante da Ilha, formado em 95% por jogadores nativos de Mosqueiro, é apagar o mau retrospecto e a péssima imagem deixada neste ano. Para isso, algumas peças foram mantidas no elenco, e uma das principais delas é o técnico veterano Almeida Cambalhota.

Com problemas financeiros, como a maioria dos paraenses, o Pedreira oferece o famoso 'bicho' para motivar os jogadores, quantia em dinheiro que aumenta a medida em que as vitórias aparecem. O time também comemora a parceria com a marca Superbola e São Brás Saúde, que patrocinam também a maioria dos clubes que disputarão a competição deste ano.

Nome: Pedreira Esporte Clube

Fundação: 07 de Setembro de 1925

Títulos: Campeão Distrital em 1994

Técnico: Raimundo Almeida 'Cambalhota'

Time Base: Márcio Parintins; Bruno, John Bahia, João Paulo, Boy; Sandro, Bill, Adriano, Neguinho; Tabu e Amaral.

Valor da Folha: O pagamento é feito de acordo com os resultados.

Posição no ano passado: 8º

Time Negra Carajás Club

Time Negra pode juntar-se à 'matriz' na elite

O mais novo caçula do futebol paraense, o Time Negra, uma espécie de equipe B do Paysandu, chega para disputar a primeira fase do Parazão 2009 com o pensamento de se consolidar como a melhor equipe entre as intermediárias. Vice-campeã do Torneio de Acesso, a equipe criada no ano passado por meio da parceria entre Paysandu e Carajás, para dar oportunidade aos atletas recém-saídos das divisões de base do Papão, quer ir ainda mais longe e disputar a fase principal do torneio, em janeiro, contra Remo, Paysandu, Águia e Ananindeua.

Os investimentos para o Paraense não foram muito altos. A diretoria do clube contratou apenas dois jogadores para reforçar a equipe. A folha salarial de todo o departamento de futebol, contando com treinador, preparador físico e treinador de goleiros, não ultrapassa os R$ 20 mil. A maioria dos jogadores veio dos times sub-20 e sub-17 do Papão. As novidades na equipe são: o lateral-direito Sinésio e o veterano meio-campista Luiz Carlos Trindade. A diretoria do clube ainda estuda a contratação de um goleiro, um lateral-esqerdo e um atacante.

Nome: Time Negra Carajás Club

Fundação: 27 de junho de 1997

Títulos: Não tem

Estádio: Dário Tragni (1.200 pessoas)

Valor da Folha: Não fornecido

Posição em 2008: Não conseguiu classificação

Time base: Paulo Wanzeler; Henrique, Preto Barcarena, Bernardo e Rafael Vieira; Rubran, Billy, Daniel e Japonês; Nélio e Hallace. Técnico: Humberto Santana.

tags:
Mais Acessadas
Canais
Siga nas Redes: